Domingo, 7 de Agosto de 2022
1 5
:
0 6
Escute a rádio online | Cuiabá

Notícias | Descontexto

10/12/2021 - 09:55 | Atualizada em 10/12/2021 - 10:08

Auxílio Brasil

2ª parcela começa a ser paga nesta sexta

Giro Conti

Por portal G1

O governo federal começa a pagar nesta sexta-feira (10) a segunda parcela do Auxílio Brasil. Os primeiros a receber, já nesta sexta, são os beneficiários com final de Número de Inscrição Social (NIS) 1.

Os pagamentos vão até o dia 23 de dezembro (veja o calendário completo mais abaixo).

O pagamento mínimo de R$ 400 por família este mês foi garantido por meio de uma Medida Provisória editada na terça-feira (7). Não há garantia, no entanto, que o complemento será pago nos próximos meses.

Além disso, o benefício não vai chegar este mês para 17 milhões de beneficiários, como foi prometido pelo governo Jair Bolsonaro. Vão receber o benefício este mês cerca de 13 milhões de pessoas.

O Auxílio Brasil começou a ser pago em novembro para as 14,5 milhões de famílias beneficiárias do Bolsa Família, que foi extinto. O valor médio em novembro foi de R$ 224,41 por família.

Quanto vou receber?

Todas as famílias que recebiam menos de R$ 400 no Auxílio Brasil receberão um complemento até alcançar esse valor. De acordo com o Ministério da Cidadania, 13 milhões de famílias serão beneficiadas pela parcela de R$ 400 neste mês de dezembro.

Quando vou receber?

O pagamento no valor mínimo de R$ 400 será feito a partir do dia 10 deste mês, de acordo com o calendário do Auxílio Brasil, levando em conta o fim do NIS do beneficiário. Veja abaixo:

Quem já recebia a partir de R$ 400 também será beneficiado?

Não, quem recebia acima de R$ 400 não terá direito a qualquer complementação neste mês de dezembro.

Recebi menos de R$ 400 em novembro, o complemento será pago também sobre essa parcela?
Não, o pagamento do complemento para chegar aos R$ 400 será pago apenas no mês de dezembro. Não haverá pagamento retroativo.

Como ficam os pagamentos de 2022?

De acordo com a Medida Provisória, o governo poderá prorrogar para o ano de 2022 o complemento para chegar aos R$ 400, mas isso depende de disponibilidade orçamentária e financeira.

Isso porque, para pagar a complementação de forma "oficial", o governo precisa de um espaço no Orçamento que só será aberto com a promulgação da PEC dos Precatórios.

Se não for possível manter o valor de R$ 400, como fica meu benefício?

Se o governo não tiver dinheiro para manter o pagamento mínimo de R$ 400 no ano que vem, a parcela do Auxílio Brasil voltará ao valor que o beneficiário recebeu em novembro, cujo valor médio foi de R$ 224,41 por família, correção de cerca de 18% em relação ao que era pago pelo Bolsa Família.

Entenda o Auxílio Brasil

O Auxílio Brasil começou a ser pago em novembro para as 14,5 milhões de famílias beneficiárias do Bolsa Família, que foi extinto. O valor médio em novembro foi de R$ 224,41 por família.

Quem recebeu o Auxílio Emergencial, mas não recebia Bolsa Família, não está automaticamente incluído no Auxílio Brasil.

Quem ainda não recebia Bolsa Família, mas está inscrito no Cadastro Único e atende os requisitos do programa, poderá ser incluído nos próximos meses, mas não há garantias nem prazos. O Ministério da Cidadania chegou a prometer que iria adicionar mais 2,4 milhões de beneficiários em dezembro, o que ainda não aconteceu.

Quem ainda não está no CadÚnico precisa se inscrever para ser considerado para o programa. Veja aqui como se inscrever.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do site. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

 
Sitevip Internet